Uma pesquisa global feita com mais de 10 mil pessoas em 13 países mostrou que uma em cada três pessoas com diabete tipo 2 apresentou algum problema cardiovascular. Chamado de CAPTURE e realizado pelo Novo Nordisk, o estudo também ressalta que 9 em cada 10 participantes apresentam aterosclerose, um problema de saúde que causa a formação de placas de gordura nas paredes das artérias.

Causas como a de aterosclerose, comprometem o fluxo sanguíneo, trazendo consequências graves como infarto e derrame cerebral. E, se tratando da diabetes estima-se que aumenta até quatro vezes o risco de ter doenças cardíacas. Tendo em vista que, 8 em cada 10 mortes por doença cardiovasculares são causadas pela aterosclerose.


No entanto, o estudo observou que apenas duas a cada 10 pessoas com diabetes tipo 2 utilizavam algum medicamento para reduzir o risco cardíaco.


O estudo


Os voluntários do estudo foram acompanhados ao longo de 3 meses e os pesquisadores avaliaram a prevalência, a percepção e o tratamento dos fatores de risco cardiovascular desse grupo.


A intenção era identificar a proporção de pessoas com diabetes tipo 2 em alto risco de doença cardiovascular. O estudo foi desenvolvido com participantes dos seguintes países: Argentina, Austrália, Brasil, República Tcheca, China, França, Hungria, Israel, Itália, Japão, México, Reino da Arábia Saudita e Turquia.


Foram avaliadas cerca de 10 mil pessoas com diabetes tipo 2. E os participantes eram maiores de 18 anos de idade e tinham sido diagnosticados com diabetes do tipo 2 há pelo menos seis meses.


Diabetes no Brasil


O Brasil, atualmente, conta com mais de 13 milhões de pessoas com diabetes, de acordo com a Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD). Participaram desse estudo 912 brasileiros e a prevalência das doenças cardiovasculares chegou a 40% em pessoas com diabetes tipo 2.

Segundo a gerente médica que acompanhou o estudo no Brasil, Raquel Cristina Coelho, "é fundamental agirmos enquanto é tempo para diagnosticar e prevenir o desenvolvimento de uma possível doença cardiovascular como a aterosclerose, mantendo o tratamento adequado do diabetes tipo 2".


Se você atua na área da biomedicina e deseja ampliar seus estudos e fazer a diferença no mercado de trabalho, faça sua especialização em Hematologia Clínica e Banco de Sangue, Hemoterapia e Terapia Celular (Dupla Certificação) no Instituto Monte Pascoal. Seja um especialista no assunto e obtenha dois certificados em menos tempo.



Fonte: Viva Bem

Imagem: 123RF