O furúnculo também chamado de abcesso de pele é algo fácil de ser reconhecido, no início possui uma erupção vermelha como se fosse uma espinha interna e depois, se transforma em uma pequena bolsa com pus. No entanto, é diferente da acne pois, é mais profundo e causa maior dor. O tamanho pode variar e aparecer em qualquer área do corpo, mas, costuma ser mais comum em regiões onde tem uma combinação de pelo, suor e fricção como rosto, axila, pescoço e coxas.


A causa do abcesso de pele é uma infecção bacteriana, sendo mais comum a Staphylococcus aureus, que pode ser encontrada na superfície cutânea de muitas pessoas sem que cause algum tipo de problema. Também pode acontecer da bactéria penetrar na pele por meio de um folículo, bolsa que acomoda o pelo na pele, de uma picada ou um machucado. Outras bactérias como a Klebsiella, Enterobacter, e espécies de Proteus também podem estar relacionadas.


Além disso, o uso de roupas apertadas pode provocar o aparecimento de furúnculos. Outro detalhe é que o abcesso de pele pode entre 2 dias a 3 semanas, após esse tempo com a drenagem do pus é necessário 1 semana para obter a cicatrização. A situação pode ser resolvida de maneira fácil, mas, em casos mais graves é preciso ajuda médica.


Sintomas


As manifestações mais comuns são: calor e vermelhidão no local e a presença visível de pus. Já em circunstâncias mais graves pode ser observado a presença de: febre, cansaço, fraqueza, coração e respiração acelerados.

Qual a diferença entre furúnculo, foliculite e carbúnculo?


Segundo o médico Rafael Mendonça Rey dos Santos, a foliculite se trata de uma infecção no folículo piloso e se localiza na parte mais superficial da pele. O forúnculo, pode se dizer que é a uma foliculite em estágio avançado, no qual, fica mais profundo na derme. E o carbúnculo são diversos forúnculos que juntos formam uma lesão maior.


Pelo encravado e furúnculo


Apesar do pelo encravado muitas vezes ficar elevado na pele como um furúnculo, não é a mesma coisa. Isso porque o pelo pode estar encravado, mas, sem infecção já o furúnculo sempre terá como característica vermelhidão, inchaço e, na maioria das vezes pus visível, como foi mencionado acima.


Quem é mais suscetível ao furúnculo?


Normalmente, são mais comuns em pessoas com higiene precária, ou que tenham imunidade reduzida. Enfermidades também podem facilitar o aparecimento do abscesso, tais como: obesidade, diabetes, câncer, infecções de pele crônica, eczema, conjuntivite, e asma alérgica.


Quando é necessário procurar ajuda médica?


O furúnculo pode ser drenado em situações em que o pus sai sozinho ou é absorvido pelo organismo, sem que seja necessária ajuda médica. Entretanto, quando está localizado em uma área do corpo de maior atrito ou quando está muito grande, é preciso obter ajuda profissional.


Em grande parte dos casos as pessoas procuram o pronto-socorro. Todos os médicos desde clínico gerais a dermatologistas podem fazer esse tipo de atendimento sem dificuldades, pois, além de serem capacitados se trata de algo comum e fácil de ser resolvido.
Dessa forma, o médico só deve ser solicitado nos casos em que os furúnculos aparecem na face, no nariz, na região das costas, quando o abcesso parece estar crescendo e com aspecto macio ou esponjoso ao ser tocado, se a pessoa se sente febril, ou em situações que não apresentam melhoras após 2 semanas.


Diagnóstico


De maneira geral, o médico vai ouvir as queixas do paciente, levantar seu histórico de saúde e fazer o exame físico. O profissional também pode solicitar exames laboratoriais para saber qual é o tipo de bactéria. Segundo o médico Fábio Heidi Sakamoto, alguns exames específicos podem ser feitos para descobrir do que se trata como a cultura de bactérias com antibiograma, que auxilia na orientação do medicamento mais eficaz para cada caso.


Tratamento


Dependendo do grau em que o furúnculo se encontra, o médico irá recomendar algumas mudanças de hábitos como evitar vestir roupas muito apertadas, e usar antitranspirante para diminuir a umidade na pele. Outros cuidados como fazer compressas mornas para facilitar a drenagem do pus também pode ser solicitado. Se for necessário o profissional também pode indicar o uso de antibiótico oral e tópico.


Quando é possível, a drenagem cirúrgica alivia o desconforto local. Porém, deve ser feita no momento certo, entre 3 ou 4 dias após o início dos sintomas. Nesse tempo o furúnculo estará amolecido e a pele estará fina. É aí que se faz um corte local para provocar a saída do pus.


A terapia deve ser seguida pelo tempo determinado pelo médico, que geralmente é de 7 dias, mesmo que os sintomas desapareçam. Isso porque, essa atitude pode ajudar combater a resistência bacteriana, cujo resultado é o medicamento deixar de fazer efeito para você quando for necessário usá-lo em uma outra situação.

Se você atua na área da biomedicina e quer aprimorar seu conhecimento e se posicionar melhor no mercado de trabalho, esse é o momento certo para você começar sua especialização em Microbiologia Aplicada ao Laboratório Clínico no Incursos. Seja um especialista no assunto e se destaque no seu meio profissional.



Fonte: UOL

Imagem: 123RF