Quem já fez exame de sangue alguma vez na vida já deve ter percebido que durante a coleta de sangue há uma sequência de tubos em que cada um deles possui uma cor de tampa diferente. Caso já tenha surgido a dúvida sobre qual é a necessidade de colher vários tubos de sangue para fazer o exame, esclareça agora e entenda um pouco sobre o processo de coleta nos laboratórios clínicos.


Nos exames sanguíneos é importante que o profissional responsável pela coleta de sangue siga a sequência correta dos tubos para obtenção de resultados de testes precisos e confiáveis. Atualmente existem diretrizes internacionais que os locais de coleta devem seguir (Clinical and Laboratory Standards Institute – CLSI), devido a possibilidade de contaminação com aditivos de um tubo para outro, durante a troca de tubos, no momento da coleta de sangue.

Diversos laboratórios de análises clínicas passaram a utilizar tubos plásticos para a coleta de sangue venoso, o que levou à reformulação das diretrizes para a sequência dos tubos de coleta. Tubos plásticos para soro possuem ativador de coágulo em seu interior, podendo levar a alterações nos resultados dos testes de coagulação. Sendo assim, esses tubos devem ser colhidos depois do tubo para coagulação.

Sequência de tubos de plástico para coleta de sangue e suas respectivas cores de tampas


1- Frascos para hemocultura.

2- Tampa azul-claro = tubos com citrato.

3- Tampa vermelha ou amarela = tubos para soro com ativador de coágulo, com ou sem gel separador.

4- Tampa verde = tubos com heparina com ou sem gel separador de plasma.

5- Tampa roxa = tubos com EDTA.


6- Tampa cinza = tubos com fluoreto.

Sequência de tubos de vidro para coleta de sangue e suas respectivas cores de tampas


1- Frascos para hemocultura.

2- Tampa vermelha = tubos para soro vidro-siliconizados.

3- Tampa azul-claro = tubos com citrato.

4- Tampa amarela = tubos para soro com ativador de coágulo com gel separador.

5- Tampa verde = tubos com heparina com ou sem gel separador de plasma.

6- Tampa roxa = tubos com EDTA.

7- Tampa cinza = tubos com fluoreto.

Feito essa coleta de sangue é importante que todos os tubos sejam suavemente homogeneizados pelo procedimento de inversão. Se esse procedimento não for devidamente realizado, pode haver o risco de ativação plaquetária e interferência nos testes de coagulação, ou seja, formação de microcoágulos.


Além disso, o número de inversões a serem feitas pode variar de acordo com o fabricante dos tubos, dessa forma o recomendado é que o profissional responsável consulte o fornecedor de tubos sobre as recomendações para a homogeneização.

Se você atua na área da saúde e deseja se tornar um especialista nos processos de coleta de sangue, saiba que a Incursos espera por você na especialização em Hematologia Clínica e Banco de Sangue. Amplie seu conhecimento e se destaque profissionalmente.



Fonte: Enfermagem Ilustrada

Imagem: Envato Elements