Com a pandemia do novo coronavírus estudos estão sendo desenvolvidos para que os métodos para ter o diagnóstico sejam cada vez mais eficientes. Por isso, o grupo de pesquisa de imagens médicas do curso de Engenharia Biomédica da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) está desenvolvendo um projeto de análise de imagens radiológicas dos pulmões para diagnóstico da Covid-19. O estudo é feito no Laboratório de Engenharia Biomédica (Biolab), e tem parceria da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS).

Segundo a coordenadora do curso de Engenharia Biomédica, Ana Cláudia Patrocínio, o projeto surgiu a partir de investigações de pesquisadores da China, epicentro do coronavírus. "Como o vírus ataca os pulmões e provoca pneumonia, imagens de pulmão como radiografia de tórax e tomografia computadorizada têm sido exames que auxiliam no prognóstico e até mesmo no diagnóstico da doença", explica.


A pesquisadora, também explica que as imagens radiográficas têm baixo contraste e são de difícil leitura, o que pode levar a falsos diagnósticos, pois é difícil perceber a diferença entre a pneumonia causada pela Covid-19 ou outra qualquer. "Com nossa experiência em processamento de imagens médicas e sistemas computadorizados de auxílio ao diagnóstico (sistemas CAD), surgiu a motivação para trabalhar com estas imagens e tentar detectar alterações nas imagens da radiografia de tórax que pudessem caracterizar e diferenciar uma imagem de pneumonia causada por Covid-19 de outras" afirma.

A equipe de pesquisa conta com 10 pesquisadores além de Ana Cláudia, sendo cinco pós-graduandos, quatro estudantes de iniciação científica e uma aluna de graduação. Até o momento, o grupo envolvido no projeto fez a revisão bibliográfica e testes com processamento de imagens. Os dados preliminares apontam 96% de acerto do diagnóstico.

Outro detalhe analisado é a textura da imagem para relacioná-la às características visuais. De acordo com a professora, Ana Cláudia, são os aspectos visuais que apontam para condições de textura, variação de intensidade de cor e localização de lesões.

A pesquisadora ainda diz que o objetivo desse projeto é realizar uma estratégia de análise em imagens radiológicas, encontrando diferenças entre indivíduos positivos para a Covid-19 e outras doenças pulmonares infecciosas e inflamatórias, correlacionando-os com os desfechos da pneumonia atípica.

Se você atua na área de radiologia e deseja aprimorar seu conhecimento comece sua especialização em Tomografia Computadorizada e Imagem por Ressonância Magnética, na biomedicina/" target="_blank">Incursos. Aperfeiçoe suas técnicas profissionais e se destaque no mercado de trabalho.



Fonte: G1

Imagem: Envatoelements