Pesquisadores pelo mundo inteiro tentam desenvolver um pâncreas artificial há mais de 30 anos para ajudar pessoas com diabetes. O intuito é criar um dispositivo capaz de medir as flutuações da glicose automaticamente e aplicar a insulina em seguida. A ideia é que tudo isso seja feito sem que o paciente precise contar carboidratos na dieta, analisar gráficos, calcular a dose de insulina, entre outras medidas.

Quem vem com a proposta de que o pâncreas artificial pode dar certo é a empresa Defymed, especialista em produtos médicos implantáveis, que desenvolveu o MailPan. O produto é uma espécie de bolsa implantável dentro do corpo, na parte mais superficial da parede do abdômen, e que contém no seu interior células produtoras de insulina geradas em laboratório a partir de células-tronco embrionárias.

A bolsa do dispositivo atua como se fosse um escudo, impossibilitando o ataque do nosso sistema imunológico contra as tais células produtoras de insulina, que não possuem o mesmo DNA do paciente e, por isso, são vistas como estranhas no corpo.


Porém, a mesma bolsa possibilita essas células a entrar em contato com o sangue da pessoa, detectando as concentrações de glicose em tempo real. Daí em diante, elas secretariam a insulina de acordo com a necessidade. Por isso, é um pâncreas bioartificial.

A nova tecnologia ainda tem dois conectores ligados ao meio externo para que novas células produtoras de insulina sejam infundidas de tempos em tempos, de acordo com a necessidade.


Desde então, experimentos feitos em camundongos e porcos mostraram sucesso no controle da glicose, mas, pesquisas em humanos ainda não foram conduzidas. Apesar de o MailPan ser promissor, o ideal é aguardar resultados de eficácia e segurança de estudos sérios e bem feitos entre as pessoas que possuem diabetes.

Melhorar a saúde das pessoas por meio da junção da biologia e da tecnologia é algo espetacular. Você que é da área da biomedicina e deseja ampliar seus estudos por meio de uma especialização/MBA comece agora na Monte Pascoal. São diversos cursos com temas que só tem a contribuir com seus conhecimentos e agregar o seu currículo profissional.


Fonte: Portal da Enfermagem

Imagem: FreePik