A biomedicina é o estudo da biologia e medicina em conjunto, porém, o profissional de biomedicina não prescreve os medicamentos dos pacientes. Sendo o biomédico o profissional por dá o diagnostico final de vários processos patológicos, orientando os médicos no melhor tipo de tratamento e conduta a ser tomada.

O profissional de biomedicina vem desempenhando um papel primordial na área da saúde. O biomédico, Érico Meirelles, ressalta a importância e valorização desta profissão. " Sem o biomédico, muitos diagnósticos ficariam sem ser realizados, inúmeras pesquisas não teriam sido desenvolvidas. Hoje vejo o biomédico como ferramenta essencial em uma equipe multiprofissional, para um atendimento de qualidade aos pacientes que necessitam de um diagnóstico e tratamento preciso e exato", explica

O trabalho em biomedicina é um campo bem amplo, existe várias atribuições para quem deseja ingressar na área. Podendo exercer funções como biomedicina Estética, Bioquímica, Biologia Molecular, Biofísica, Fisiologia humana, entre diversas outras especializações. O profissional trabalha em instituições de pesquisa, bancos de sangue, hospitais, laboratório de análises clinicas e industrias de medicamentos. Com a finalidade de ajudar no desenvolvimento do progresso de remédios e vacinas. "Nos bastidores informamos qual o melhor antibiótico a ser administrado, qual bactéria, fungo, protozoário e vírus, está acometendo o paciente’’, afirma Érico.

Para o biomédico, o principal requisito para ser um bom profissional é a dedicação ao estudo, a parte teórica no curso quando melhor aprofundada tem uma grande influência na absorção no mercado de trabalho. Como qualquer profissão é necessário saber os conhecimentos específicos de uma determinada área, mas principalmente ter amor e dedicação no serviço que está sendo prestado.
"Durante esses 15 anos como profissional da área, adquiri um enorme amor e respeito ao próximo, por conta da vivência em situações de dor, de desespero, de milagres e de grandes alegrias, momentos ímpares vividos junto aos diversos pacientes que pude compartilhar um pouco da minha experiência profissional", diz o biomédico.


Uma das áreas de destaque que vem crescendo a cada dia é a biomedicina Estética, que trabalha com disfunções estética faciais, capilares e corporais dos pacientes. De acordo com a professora do curso de Ortomolecular e biomédica esteta, Silvana Cristina, o profissional utiliza métodos e técnicas especializadas, devido as buscas constantes por conhecimento. Cuidando sempre do bem-estar, beleza e saúde do paciente.


"Escolhi a biomedicina por ser uma profissão que une o amor entre saúde, ciência e bem-estar. Exige esforço, conhecimento, dedicação, responsabilidade e entrega. Mas a recompensa é gratificante", afirma Silvana.

A biomedicina é uma profissão que exige não só técnicas teórica, mas muitas horas de trabalho, experiência e conhecimentos colocados em pratica. Segundo a biomédica estética e especialista em toxina botulínica, Bruna Rodrigues, possui 4 anos trabalhando na área de estética, para ela é uma rotina trabalhosa. " Consegui mais de 30 certificados em cursos de aperfeiçoamento, participei de congressos pelos quatro cantos do Brasil. Hoje trabalho cerca de 12 horas por dia, consigo nos finais de semana dar aula de toxina botulínica, preenchimento e fios de sustentação", diz.

Bruna foi conquistada pela profissão em estética. "A biomedicina estética foi quem me escolheu. Comecei a especialização por querer ter uma pós-graduação e ao terminar e ingressar no mercado, me apaixonei e me apaixono sempre que vejo o agradecimento de um cliente", conta.


Autor: Raquel Lima

Fonte de imagem: biomedicina-ou-medicina-voce-sabe-qual-e-a-diferenca-entre-essas-areas" target="_blank">Google