Baixa procura pela imunização foi um dos motivos que levou o Ministério da Saúde a estender a faixa etária. O Ministério de Saúde decidiu ampliar a faixa etária da vacina contra o HPV. A imunização será oferecida para jovens até 26 anos no Sistema Único de Saúde (SUS). A idade mínima, porém, continua sendo de nove anos, nos casos das mulheres, e 11 anos, em relação aos homens.

O anúncio foi, em Brasília, durante reunião do ministro da Saúde, Ricardo Barros, com os secretários estaduais.

Conforme o secretário de Saúde do Rio Grande do Sul, João Gabbardo dos Reis, que participa do encontro na capital federal, a ampliação também está relacionada à quantidade de doses disponíveis, já que a procura pela imunização está baixa.

— Na rede privada já não há limitação de idade. E agora, pelo SUS, é possível ampliar a cobertura, já que tem vacina disponível — observa.

Mesmo com a ampliação da faixa etária, a recomendação ainda permanece a mesma:

— Quanto mais cedo fizer a vacina, melhor. O ideal é ser imunizado antes mesmo de se iniciar a vida sexual — orienta.

Em julho, a Secretaria de Saúde do Estado intensificou a campanha de chamamento para a vacinação contra o HPV. Até o mês passado, apenas 40% das garotas tinham feito a vacinação contra o HPV no Rio Grande do Sul. E só 6% dos meninos fizeram a primeira dose da vacina.

O Human Papiloma Virus, ou HPV, é um vírus que vive na pele e nas mucosas dos seres humanos, tais como vulva, vagina, colo de útero e pênis. Quando afeta os órgãos genitais é uma infecção transmitida sexualmente (DST). O sexo desprotegido é a principal causa da transmissão.

Também é possível a transmissão do HPV de mãe para filho no momento do parto, devido ao trato genital materno estar infectado. Entretanto, somente um pequeno número de crianças desenvolve a papilomatose respiratória juvenil.

O HPV pode ser controlado, mas ainda não há cura contra o vírus. Quando não é tratado, torna-se a principal causa do desenvolvimento do Câncer de colo do útero. 99% das mulheres que possuem Câncer de colo do útero foram infectadas por esse vírus.

Fonte: ZH


Fonte da imagem: Google