Uma provedora global de educação médica continuada está atacando as epidemias de hipertensão, diabetes e distúrbios da tireoide na América Latina, através de plataformas educacionais online, gratuitas, e uma grande conferência dedicada a essas doenças.

Os websites Manage Diabetes Online (Controle o diabetes online), Manage Hypertension Online (Controle a hipertensão online) e Manage Thyroid Online (Controle a tireoide online) -- todos desenvolvidos e operados pela EXCEMED -- combinam o que há de melhor em expertise no mundo com formatos dinâmicos de aprendizado, incluindo editoriais de especialistas, apresentações de slides, palestras por vídeos e sumários essenciais de conferências, bem como cursos e-learning credenciados pela CME.

"A EXCEMED apresenta, com orgulho, essas ferramentas a médicos com reconhecimento particular da verdadeira natureza global do que estamos oferecendo. O Comitê Científico para esses projetos atrai os melhores especialistas da Europa, Oriente Médio, Ásia e América Latina", diz a chefe de Estratégia Educacional da EXCEMED, Roberta Cenci.

Também promovida pela EXCEMED, a conferência latino-americana sobre o controle de doenças cardiometabólicas de 2015 será realizada de 3 a 4 de julho em Huatulco, México, e irá discutir estratégias de diagnóstico e terapia para diabetes, hipertensão e disfunção da tireoide na prática clínica diária.

Essas três doenças são as mais comuns no trabalho cotidiano de clínicos gerais e também de especialistas. Controlar as complicações delas e a morbidez comum é um grande desafio para a comunidade médica.

De acordo com o estudo Global Burden of Disease (Ônus Global da Doença – Lancet 2012), a hipertensão ainda é a principal causa de morte no mundo e permanece um problema sem solução na medicina cardiovascular.

O diabetes melito, especialmente o do tipo 2, é uma epidemia crescente na América Central e na América do Sul, porque 8,1% da população (25 milhões de pessoas) sofre de diabetes (6a IDF, Atlas).

Os distúrbios da tireoide também são muito comuns nos países latino-americanos, devido, principalmente, à deficiência de iodo, combinada com fatores genéticos.

Avaliados em conjunto, a hipertensão, a insuficiência cardíaca, o diabetes e os distúrbios da tireoide compartilham mecanismos patofisiológicos e problemas clínicos comuns, que são, frequentemente, tarefas difíceis de serem enfrentadas na prática clínica.

Fonte: PR Newswire