É a tipagem genética de cada uma das bases nitrogenadas (T, A, C ou G) que estão presentes em um trecho do DNA que deseja ser estudado.

Esta metodologia pode ser aplicada em amostras forenses para detectar POLIMORFISMOS DE SEQUÊNCIA, ou seja, os SNPs (Single Nucleotide Polymorphism) que são polimorfismos de uma única base.

Exemplos de aplicações forenses dos SNPs: Identificação Humana (DNA mitocondrial) e Determinação de características fenotípicas (cor do olho, cabelo e pele) da pessoa que originou a amostra biológica.