O Peróxido de Benzoíla possui ação bactericida (contêm em sua formulação um oxigênio de radical livre que interfere no crescimento e reprodução da bactéria anaeróbica, Propionibacterium acnes), antiseborréica e queratolítica (causa descamação das camadas superficiais da pele). É indicado nas infecções fúngicas da pele, acnes comedonal, papular e pustular.

O peróxido de benzoíla é uma molécula de fórmula C14H10O4 que serve como agente oxidante.
A liberação do oxigênio na região de aplicação resulta na ação bactericida. As bactérias causadoras das acnes e cravos são bastante sensíveis à exposição ao oxigênio, este contato tem como consequência a destruição dessas bactérias durante o uso do medicamento. Possui ação especialmente contra bactérias anaeróbicas e microanaerófilicas, que são as principais causadoras das espinhas.

O peróxido de benzoíla tem ação ampla no tratamento anti-acne e pode ser indicado para utilização contra acne papular, pustular e comedal. O peróxido de benzoíla é normalmente utilizado em caráter de monoterapia ou em combinação com retinoides, antibióticos e absorventes de oleosidade.

Após o uso durante 02 ou 03 meses são observados os melhores resultados no tratamento, quando se tratar de acne leve e moderada bons resultados podem ser observados rapidamente após algumas semanas de uso. A continuação com o uso do peróxido de benzoíla mesmo após resultados satisfatórios se torna necessário para manter resposta clínica mais efetiva e duradoura.

As melhores apresentações são as de base gel aquoso, pois facilitam a adesão do paciente ao tratamento e conferem melhor absorção em diferentes tipos de pele, também porque irritam menos e são cosmeticamente mais aceitas.

POR QUE EU USARIA UM MEDICAMENTO COM PERÓXIDO DE BENZOÍLA? - Ele é um dos medicamentos mais utilizados no tratamento contra espinhas e cravos. Ao mesmo tempo, ele promove esfoliação da pele, tem ação queratolítica (o que quer dizer que "afrouxa" os tampões de queratina que provocam os cravos e espinhas) e é bactericida (agindo contra a bactéria P. acnes). Outro detalhe importante é que os medicamentos feitos à base de peróxido de benzoíla são bem acessíveis quanto ao preço.

POR QUE EU NÃO USARIA UM MEDICAMENTO COM PERÓXIDO DE BENZOÍLA? - Dependendo do tipo de pele e sensibilidade da mesma, o medicamento pode causar: Vermelhidão; ressecamento intenso da pele; descamação; coceira; fotossensibilidade (a pele mancha e queima devido ao sol com mais facilidade); dermatite em caso de exposição prolongada; manchas no cabelo, nas toalhas, roupas e lençóis. Não é recomendada a utilização do produto em crianças menores de 12 anos, gestantes e lactantes.

PRECAUÇÕES NO USO DO PERÓXIDO DE BENZOÍLA: - É muito importante seguir a indicação de uso dada pelo seu médico. Em geral, pomadas, géis e loções à base de peróxido de benzoíla necessitam os seguintes cuidados: Antes de usar pela primeira vez, passe uma pequena quantidade no antebraço e espere 15 minutos para assegurar que você não tem alergia a nenhum componente da fórmula. Observe se houve vermelhidão ou inchaço, se sim, não use. Enxague depois disso. Use somente uma pequena quantidade do produto e espalhe delicadamente para evitar uma superdosagem. Use sempre filtro solar com FPS 15 (no mínimo!). Tome cuidado para não manchar tecidos coloridos ou o seu cabelo, ele tem um efeito parecido com o da água oxigenada. Não use esfoliantes ou substâncias abrasivas como ácidos a não ser que seja por recomendação do dermatologista.

POSSO COMPRAR E USAR PERÓXIDO DE BENZOÍLA SEM INDICAÇÃO E RECEITA MÉDICA? - Em outros países ele é bastante comum em cosméticos que não precisam de receita. Nos EUA, é vendida uma marca muito famosa: Proactive, cujos produtos são simplesmente fórmulas com peróxido de benzoíla. No Brasil, não encontramos nada parecido, porque, geralmente a ANVISA é muito rigorosa em relação a produtos cosméticos e o peróxido de benzoíla é uma substância que pode causar sérios problemas como irritação, alergias, etc.

Os remédios Acnase, Benzac, Solugel, Panoxyl, Epiduo precisam de receita para serem utilizados. Mas ela quase nunca é requisitada.

FARMACOTÉCNICA BÁSICA COM PERÓXIDO DE BENZOÍLA:

  • 1 - Calcular a quantidade de peróxido de benzoila a ser utilizada de acordo com a concentração prescrita (geralmente é prescrito peróxido de benzoila a 5%, mas depende da necessidade terapêutica do paciente),
  • 2 - Selecionar o veículo a ser utilizado (creme, creme-gel, gel, pomada, sabonete líquido etc),
  • 3 - Pesar, o peróxido de benzoíla e conservantes e triturar até obter pó fino e tamisar em tamis de malha 40 (pelo menos),
  • 4 - Solubilizar o peróxido de benzoíla (usualmente com propilenoglicol),
  • 5 - Incorporar no veículo escolhido e adicionar essência (algas marinhas é uma ótima escolha de essência),
  • 6 - Envasar

Fonte: Pharmagistral