Uma brasileira foi internada na manhã desta sexta-feira (1/8) no Hospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia, com suspeita de estar com o vírus ebola. A mulher chegou de Moçambique, onde ficou por dez dias. As informações são da assessoria de imprensa do HDT.

A paciente está internada em isolamento e está passando por exames no início da tarde desta sexta. Segundo a nota do HDT, a mulher está há três dias no Brasil e apresentava sintomas como febre e diarreia. Mesmo Moçambique não sendo foco do surto da doença, a mulher foi orientada a procurar serviço de saúde especializado caso apresentasse algum sintoma suspeito.

O HDT informou que o caso já foi informado à Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estadual de Saúde (SES-GO). Segundo o hospital, a paciente apresenta quadro geral bom e estável, sem risco de morte. A suspeita de infecção pelo vírus Ebola ainda é remota.
Em nota enviada à imprensa, a Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia descartou a possibilidade de contaminação pelo vírus.

A África é o continente que sofre o pior surto da doença já registrado, com mais 729 mortos até a manhã desta sexta-feira. Segundo a Organização Mundial da Saúde, o ebola é um dos vírus mais letais do mundo e mata 90% dos contaminados.

Suspeita no Paraná A Secretaria Municipal de Saúde de Londrina (PR) investigou na última quinta-feira (31/7) a suspeita de vírus ebola em uma paciente angolana de 46 anos que havia procurado o Pronto-Atendimento da cidade.

A angolana veio ao Brasil para a formatura do filho e apresentava um quadro de saúde que gerou a suspeita. No final da tarde desta quinta, após o resultado de alguns exames realizados foi detectado pneumonia e anemia e a suspeita foi descartada.

Fonte: A Redação