Os microrganismos, também chamados de germes ou micróbios, são um grupo extremamente variado de seres vivos que não podem ser vistos a olho nu como vírus, bactérias, protozoários e muitas algas e fungos microscópicos. Embora sejam muito pequenos, os microrganismos são de extrema importância para a vida no planeta, assim como têm um grande impacto sobre as atividades humanas. Em geral os associamos somente às doenças que eles causam nas plantas e nos animais, incluindo os homens, porém, não diminuindo a sua importância, os microrganismos patogênicos são uma minoria.

Os micróbios vivem praticamente em todos os ambientes possíveis, no ar, no solo, na água, no interior de outros organismos, e nas mais variadas condições climáticas, até mesmo em regiões abissais do oceano, onde nenhum outro organismo consegue viver. Os microrganismos são o objeto de estudo da microbiologia, ciência com poucos séculos de existência, que pode ser entendida em dois aspectos principais: como ciência biológica básica, fornecendo ferramentas para o entendimento dos processos biológicos, e como ciência biológica aplicada, lidando com questões práticas da medicina, agricultura, veterinária e indústria.

Grupos: Os microrganismos são formados por grupos distintos de seres, vamos conhecer algumas características destes fascinantes organismos:

Bactérias - organismos unicelulares, ou seja, formados por uma única célula, são denominados procariontes (em grego, pré-núcleo), uma vez que o seu material genético não está envolvido por membrana nuclear e reproduzem-se assexuadamente. O seu diâmetro geralmente varia de 0,2 a 1,5 μm (micro metros ou 0,000001 metro) e o comprimento de 1 a 6 μm. As bactérias apresentam algumas formas principais: de bastão (chamados de bacilos), esférica ou arredondada (cocos) e curvada ou em forma de saca-rolha (espirilos). Às vezes podem formar grupos de células, servindo para caracterizar o gênero a que pertencem. As bactérias podem ser encontradas em todos os ambientes e são responsáveis pela decomposição de matéria orgânica, espontaneamente na natureza, assim como na compostagem, causam uma série de doenças nos mais diversos organismos, assim como também podem com eles criar relações muito íntimas e vantajosas.

Protozoários - também unicelulares, os protozoários são uma das formas mais simples dos eucariontes (organismos que possuem o material genético envolvido por membrana nuclear), sua reprodução é assexuada e são relativamente maiores que as bactérias (a maioria tem em torno de 250 μm) e possuem formas muito variáveis. Os protozoários são microrganismos ligados ás várias doenças.

Algas- organismos eucariontes fotossintetizantes, com parede celular composta de celulose, amplamente diversificados, possuem reprodução sexuada ou assexuada, são encontradas na água doce, no mar e no solo. Na microbiologia o interesse recai sobre as algas normalmente unicelulares que tem papel fundamental no equilíbrio da natureza, já que são organismos autótrofos extremamente abundantes e são responsáveis por 30% a 50% do oxigênio produzido no planeta. Assim, são importantes seres na luta a favor da amenização do problema do aquecimento global.

Fungos - grupo de organismos eucariontes, de reprodução sexuada e assexuada, heterotróficos, que produzem o seu próprio alimento, e que possuem parede celular de quitina, um polissacarídeo. Muito embora ao grupo pertençam os cogumelos e as orelhas-de-pau, grandes e visíveis, há também os fungos unicelulares (as leveduras, usadas, por exemplo, na fabricação de cervejas) que são maiores que bactérias e outros multicelulares (os bolores) que formam uma massa visível, aquelas ramificações semelhantes ao algodão que podemos observar em alimentos em decomposição. A decomposição é uma das principais funções deste grupo, pois juntamente com as bactérias, devolvem a matéria orgânica e uma série de minerais à natureza, porém muitos são prejudiciais à saúde e principalmente à agricultura. Tecnologicamente, o homem se utiliza destes microrganismos há séculos para a produção de alimentos e mais recentemente para a produção de medicamentos.

Vírus - São completamente distintos dos outros microrganismos por não passar de material genético recoberto por uma capa proteica e um envoltório, necessitando de uma célula hospedeira para se reproduzir, por isso não podem ser considerados células propriamente ditas, e seu sistema de reprodução é completamente dependente de outro organismo. São extremamente pequenos - as bactérias são dez mil vezes maiores e podem ser infectadas por eles. São causadores de inúmeras doenças em todos organismos vivos conhecidos, causando prejuízos incalculáveis. Mas, com os avanços do conhecimento científico e de técnicas de engenharia genética, atualmente estes inimigos estão sendo empregados em controle de pragas e na produção de transgênicos.

Fonte: Acervo Pessoal Rosemary Araújo