Vítima é mulher que estava em missão no Haiti; doença foi importada. Paciente foi liberada por não correr risco de transmitir vírus ou morrer.

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal confirmou a primeira infecção pelo vírus chikungunya - que provoca sintomas parecidos com os da dengue, porém mais dolorosos - em uma moradora de Brasília. De acordo com a pasta, a vítima é uma mulher que estava em missão no Haiti e que contraiu a doença no país.

Ainda segundo a secretaria, a missionária foi atendida no Hospital Regional da Asa Norte na última terça-feira (1º). A febre chikungunya foi confirmada no mesmo dia, mas, como a paciente foi liberada horas depois porque não corria risco de transmitir o vírus nem de morrer.

Este ano, já houve 20 casos da infecção notificados no Brasil desde maio, de acordo com o Ministério da Saúde. Mas, até o momento, todos são importados: 19 pacientes contraíram o vírus no Haiti e um, na República Dominicana. Isso significa que não há evidências de que o vírus esteja circulando entre os mosquitos do país.

No idioma africano makonde, o nome chikungunya significa "aqueles que se dobram", em referência à postura que os pacientes adotam diante das penosas dores articulares que a doença causa. A transmissão ocorre por dois tipos de mosquitos: o Aedes aegypti (vetor da dengue) e o Aedes albopictus. Comparado à dengue, o novo vírus mata com menos frequência.

Fonte: G1