Como muita gente, a americana Elizabeth Holmes tem pavor de agulhas. E foi desse medo que surgiu uma técnica revolucionária capaz de realizar até 30 exames com uma única gota de sangue. Elizabeth é fundadora da Theranos, a empresa que desenvolveu essa tecnologia, e promete transformar a maneira como fazemos hemogramas – e, se depender dela, dar adeus aos tubos cheios de sangue, coletas doloridas e resultados demorados.

A empresa foi fundada em 2003, e desde então sua equipe trabalha na tecnologia patenteada que, segundo Elizabeth, é ainda mais precisa que os testes tradicionais, mesmo utilizando uma única gota de sangue, extraída com pequenas agulhas da ponta dos dedos. O reservatório utilizado mede apenas 1,29 centímetro, bem diferente dos tubos atuais, que chegam a 4 centímetros.

Exames de glicemia, colesterol e até análises mais complexas de marcadores genéticos estão na lista da Theranos, que começou a realizar os primeiros testes numa farmácia perto de sua sede, na Califórnia. Um exemplo de como eles aceleram o processo: em análises virais ou bacterianas, não é feita cultura das amostras (deixá-las se desenvolverem em ambiente controlado), o que pode levar semanas. Nesses casos, a empresa analisa o DNA dos organismos para obter o mesmo resultado num período bem mais curto.

Além disso, a Theranos oferece um sistema de acompanhamento de resultados, para que os pacientes saibam para onde sua saúde caminha. "Nós não costumamos pensar em informação laboratorial desta maneira hoje em dia. Ou é 'você está no limite ou fora do limite'? Em vez disso, gostamos de pensar 'para onde você está indo?' Se você me mostrasse um único quadro de um filme e me pedisse para contar a história, eu não conseguiria fazê-lo. Mas com muitos quadros, você começa a ver o filme se desenrolar."

Fonte: INFO