Tradicional marcador tumoral em patologias da próstata pode também ser usado na Criminalística como marcador da presença de esperma. Quando o suspeito é vasectomizado ou possui azoospoermia os espermatozoide estão ausentes mas o PSA presente.


Leia mais na página 120 da revista eletrônica.