O livor mortis representa os livores cadavéricos, que surgem 2 a 3 horas após a morte. Em 10 a 12h os livores já ocupam todo o plano inferior. Os livores ocorrem porque depois da morte o sangue fica sujeito apenas à gravidade, acumulando-se nas zonas mais baixas do corpo (variando consoante a posição do cadáver).


O cadáver adquire uma tonalidade descolorada em algumas áreas (onde havia superfície de contacto) e arroxeada onde se deu a acumulação do sangue.


Estas manchas permanecem inalteradas caso o corpo seja manipulado, o que permite o diagnóstico de alteração da cena de crime.


Para ver imagens clique.