Segundo protocolo internacional da Interpol existem 3 Métodos Primários de Identificação Humana:

  • Papiloscopia (impressão digital);
  • Odonto legal (arcada dentária);
  • Genética Forense (DNA).

Os demais métodos (reconhecimento, tatuagens, antropologia) são considerados métodos secundários, ou seja, auxiliares para métodos primários.