Cientistas estudam rara doença em que pessoas nascem sem impressões digitais

Uma mutação genética no DNA de uma proteína é responsável por uma rara doença na qual seres humanos nascem sem as impressões digitais. Já pensou como seria para fazer sua identidade, ou até a carteira de motorista no Brasil sem ter as famosas marquinhas nas pontas dos dedos?

Trata-se da adermatoglifia, descoberta em 2007, quando uma jovem da Suíça teve o visto negado para os EUA, pois não tinha as digitais nos dedos. Ele procurou os médicos que passaram a estudar a doença. Quem sofre dessa rara síndrome, também possui menos glândulas de suor nas mãos.

Os pesquisadores estudaram o DNA da família da jovem, alguns deles também não possuíam digitais, e concluíram que a doença é causada pela mutação genética em uma proteína. A doença também forneceu mais explicações aos cientistas sobre a constituição das digitais humanas dentro dos filamentos de DNA.

Fonte: Notícias