A quimioterapia é uma modalidade de tratamento que utiliza medicamentos específicos para a destruição das células cancerosas. Como atuam em diversas etapas do metabolismo celular, as medicações alcançam as células malignas em qualquer parte do organismo com o objetivo de diminuir ou cessar a atividade do tumor.

A aplicação da quimioterapia é definida pelo médico oncologista e pode ser realizada durante a internação ou em ambulatório. O tratamento quimioterápico pode contar com um único medicamento ou com a combinação de vários deles (mistura de drogas e doses), por via intravenosa (na veia ou por cateteres) ou via oral (comprimidos ou cápsulas).

O tratamento pode ser indicado como terapia exclusiva, adjuvante ou neo-adjuvante. A terapia exclusiva é quando o principal tratamento adotado para combater o câncer é o de quimioterapia. Adjuvante, é geralmente o tratamento complementar aplicado após o tratamento primário, como a cirurgia, por exemplo. E neo-adjuvante é o que precede a cirurgia, utilizado para diminuir o tumor e a agressividade do procedimento.

Em todos os casos, o tratamento é acompanhado pelo médico oncologista que avalia a eficácia da terapêutica adotada e decide, a partir dos resultados e das reações orgânicas apresentadas em cada paciente, a necessidade de adotar algum ajuste em relação ao tratamento. Além da quimioterapia, existem outros medicamentos utilizados, como antagonistas hormonais, anticorpos monoclonais e algumas modalidades da chamada terapia alvo-dirigida.

A quimioterapia pode ser dada após cirurgia (chamada de quimioterapia adjuvante) ou antes da cirurgia (conhecida como terapia neoadjuvante). Alguns poucos medicamentos anti-câncer são tomados pela boca ou injetados no músculo ou tecido adiposo abaixo da pele, a maioria é injetada em uma veia. Os tratamentos podem ser dados em casa, no consultório do médico ou no hospital – dependendo do tipo de quimioterapia.

A quimioterapia normalmente inicia-se 4 a 12 semanas após a cirurgia. É comumente dada em um ciclo de 21 dias ou 28 dias. Os medicamentos geralmente são dados semanalmente ou uma vez a cada três semanas, com um período de descanso para permitir que seu corpo se recupere. O complemento do ciclo irá depender do tipo de medicamento usado.O comprimento do período de tratamento irá variar, mas tipicamente dura de 3 a 6 meses.

Na maioria dos casos, a quimioterapia é mais efetiva quando combinações de medicamentos são usadas.Usar
diferentes medicamentos juntos aumenta sua capacidade de matar células cancerosas. Os medicamentos usados dependem de alguns fatores como sua idade e o tipo e estágio do câncer alguns medicamentos que são usados juntos:

  • Ciclofosfamida (Cytoxan)
  • Doxorrubicina (Adriamicina) ou Epirrubicina (Ellence)
  • 5-fluoronacil (Adrucil)
  • Metotrexato (Reumatrex)
  • Paclitaxel (Taxol) ou Docetaxel (Taxotere)

  • Os efeitos colaterais da quimioterapia dependem de qual medicamento ou combinação de medicamentos é utilizada. Os efeitos colaterais variam de pessoa para pessoa. Alguns dos efeitos colaterais mais comuns são: Náusea e vômito; Perda de Cabelo (alopecia); Menopausa precoce (quando o seu ciclo menstrual para); Fadiga; Infecções; Ferida na boca e garganta; Ganho de peso; Fraqueza nas unhas; Problemas de memória (quimio-cérebro).

    Fonte: Revisão de estágio clínico/laboratorial - 2013 (Acervo pessoal Colunista Rosemary Araújo)