Para a perícia criminal gêmeos monozigóticos não são mais gêmeos idênticos!

Respeitada revista forense publicou este mês um artigo científico identificando pontos diferentes no DNA de gêmeos monozigóticos. Foi realizado sequenciamento do DNA para identificar mutações pontuais (SNP-single nucleotide polymorphism).

Esta pesquisa representa um avanço para a Genética Forense, pois permite sua aplicação em paternidade forense, identificação precisa de manchas no local de crime etc.


Link do trabalho