O que é o diagnóstico e mapeamento genético pré-implantação?

É um exame feito por biópsia de uma ou mais células de um embrião, com o objetivo de detectar alterações genéticas antes da transferência para o útero materno. Assim, apenas os embriões sem esse tipo de alteração são implantados.

É feito com embriões obtidos por técnicas de fertilização in vitro. Esses exames são importantes, pois os problemas genéticos podem causar abortos ou o nascimento de crianças não saudáveis.

Para entender melhor a importância da genética, é importante saber que o DNA determina todas as características do nosso corpo, desde a cor dos olhos e pele até o funcionamento dos nossos sistemas e órgãos. O DNA é determinado por genes, cujas sequências formam cromossomos. O ser humano tem 46 cromossomos, que se juntam em 23 pares.

Porém, muitas vezes pode haver problemas nos cromossomos. Algo muito comum em mulheres mais velhas é ter um embrião com apenas um ou três cromossomos do mesmo tipo, quadros chamados de monossomia e trissomia respectivamente. As trissomias são responsáveis por diversas síndromes, como a síndrome de Down. Já as monossomia mais famosa é a síndrome de Turner, em que a criança nasce apenas com um cromossomo sexual feminino.

Fonte: Minha Vida