O diabetes mellitus é uma doença crônica decorrente de deficiência na produção ou na ação da insulina, um hormônio produzido pelo pâncreas com a finalidade de ajudar o organismo a usar os alimentos como fonte de energia.

No diabetes tipo 1, o pâncreas pára de fabricar insulina ou não a libera em quantidade suficiente. Já no diabetes tipo 2, esse hormônio não é utilizado adequadamente, ou seja, existe uma resistência à sua ação. Como resultado de tais processos, a glicose fica na circulação e deixa de levar energia para as células.

A elevação constante das taxas de glicose por muitos anos - a chamada hiperglicemia - pode provocar alterações importantes nos vasos sangüíneos e nos nervos de várias partes do corpo, sobretudo dos olhos, dos rins, dos membros inferiores e do coração.

Vale lembrar que o diabetes está entre as mais freqüentes doenças crônicas, a ponto de, só no Brasil, atingir mais de 7% da população.

Fonte: Fleury Medicina e Saúde