Infeções causadas por bacilos Gram-negativos multirresistentes produtores de β-lactamase tem ocorrido com muita frequência nas UTI's. Devido à resistência a numerosos agentes antimicrobianos, o tratamento pode ser desafiador.

A KPC é a abreviatura de Klebsiella pneumoniae produtora de carbapenemase. A KPC ganhou este nome porque a Klebsiella, uma bactéria antes comum, passou a produzir uma enzima (carbapenemase) capaz de anular medicamentos como penicilina, cefalosporinas e as carbapenemas.

Isso acontece porque toda bactéria possui uma estrutura genética móvel, chamada plasmídeo, que é capaz de se transferir de uma bactéria para outra. Depois de receber este código genético, a antes inofensiva bactéria Klebsiella passou a resistir aos remédios, por mais poderosos que fossem.

A bactéria é do tipo oportunista, que ataca geralmente pessoas com um quadro de saúde complicado, agravado por alguma doença. As vítimas preferidas são pessoas gravemente feridas, ou que estão internadas em UT'Is, submetidas a vários procedimentos de caráter invasivo.

Fonte: Veja