A doença de chagas é transmitida pelo Trypanosoma cruzi, protozoário flagelado da ordem Kinetoplastida, família Trypanosomatidae, caracterizado pela presença de um flagelo e uma única mitocôndria.

No sangue dos vertebrados, o Trypanosoma cruzi se apresenta sob a forma de tripomastigota e, nos tecidos, como amastigotas. Nos invertebrados (insetos vetores), ocorre um ciclo com a transformação dos tripomastigotas sangüíneos em epimastigotas, e depois se diferenciam em tripomastigotas metacíclicos, que são as formas infectantes acumuladas nas fezes do inseto.

A doença de Chagas é considerada uma doença silenciosa, por esse motivo é necessário um diagnóstico correto e seguro. Atualmente a detecção de anticorpos contra antígenos de Trypanosoma cruzi por métodos sorológicos é o principal suporte no diagnóstico da doença de Chagas, dentre as técnicas disponíveis, o método de ELISA tem sido amplamente utilizado como triagem em laboratórios, banco de sangue e em levantamentos epidemiológicos, pela sua simplicidade metodológica e eficiência.

Fonte: Saúde em movimento