A perda de um membro do corpo certamente não é uma situação simples para ninguém. Seja por culpa de um acidente, de uma doença grave ou mesmo por condição genética, as pessoas que sofrem a perda de uma perna, por exemplo, precisam conhecer novamente a capacidade do seu corpo e se superar a cada dia.

Graças à medicina, existem algumas soluções úteis como as próteses mecânicas. Porém, por mais que sejam úteis, geralmente as "pernas substitutas" tentam imitar o corpo humano, reproduzindo cores, formas e em alguns casos, até a textura da pele.

Contrariando esta teoria, o designer Scott Summit criou um estúdio para fabricar próteses assumidamente mecânicas, transformando um recurso da medicina em uma peça autoral.

Através do molde 3D da perna real do paciente, Scott cria a base do novo membro sintético. A partir daí, a peça é projetada com base em gostos, histórico e informações pessoais.

Todo o Design e o material utilizado servem para realizar este mix entre ergonomia e estética, obtendo resultados incríveis.

Fonte: Cutedrop