É uma das causas mais comuns de irregularidade menstrual e de amenorréia secundária. Essa síndrome foi descrita pela primeira vez em 1935, por Stein e Leventhal, com as clássicas características de ovários policísticos: obesidade, amenorréia, infertilidade e hirsutismo.

Estima-se que 5 a 10% das mulheres em idade reprodutiva apresentem esse distúrbio. A síndrome dos ovários policisticos não tem uma etiologia conhecida, mas sabe-se que ocorre uma disfunção hipotalamica (pituitária)e resistência a insulina. A hiperinsulinemia estimularia a produção excessiva de androgênios pelos ovários.

A anovulacao crônica mantem o estímulo do endométrio pelo estrogênio sem oposição, aumentando a incidência de hiperplasia endometrial e carcinoma de endométrio nessas mulheres.

Metade destas mulheres são hirsutas e muitas são obesas. Elas podem apresentar perfil lipidico alterado, predisposição ao DM tipo II e a doença cardiovascular.

Fonte: ABC da Saúde