A síndrome de Takotsubo, ou síndrome do coração partido, ou cardiomiopatia induzida por estresse, ou cardiomiopatia neurogênica, é definida como disfunção transitória e segmentar do ventrículo esquerdo, na ausência de coronariopatia obstrutiva. Predomina em mulheres (até 95% dos casos), principalmente na pós-menopausa (com idade média entre 60 e 80 anos), sendo que, em menos de 3%, ocorre em pacientes com idade inferior a 50 anos. Pela classificação do American Heart Association (2006), é definida como cardiomiopatia adquirida primária e corresponde a cerca de 1 a 2% dos casos de síndrome coronariana aguda, com incidência, nos Estados Unidos, em torno de 7.000 a 14.000 casos/ano.

Foi descrita por Satoh e col em 1990, no Japão. O nome takotsubo se origina de tako: polvo e tsubo: panela de barro. É um vaso-armadilha para capturar polvo, com base redonda e pescoço estreito.Cerca de 90% dos pacientes apresentam precordialgia e/ou dispneia, sendo também comum a presença de síncope, arritmias, insuficiência cardíaca (até 20% dos casos), edema agudo de pulmão e/ou choque cardiogênico, que se verifica mais raramente.

Os fatores precipitantes ocorrem em até 80% dos casos, em geral até uma semana antes do início do evento, como:
• estresse emocional: briga, separação, apresentação em público, prova;
• estresse físico: doenças, exames (colonoscopia), cirurgias, injúria cerebral aguda, sépsis
• desastres naturais: tremores de terra, guerra.

Fonte: Hospital Sírio Libanês